Coopercuc

English content

Criada em 2004, a Coopercuc é formada por 271 cooperados, em sua maioria mulheres, que produzem deliciosos doces e geleias a base de frutas nativas do sertão.

Através da linha Gravetero, a cooperativa comercializa seus produtos nos mercados mais sofisticados do Brasil e exporta para Itália, França e Áustria.

Caatinga

21/12/2017

Cooperativa do semiárido baiano expande produção com apoio do fundo agrícola da ONU


Usina da COOPERCUC consegue processar 500 kg de fruta por dia. Foto: FIDA/Juan Cortes Carrasbal

Há mais de uma década, mulheres do semiárido baiano decidiram liderar uma associação de cultivo de frutos silvestres, como o umbu, o maracujá e a goiaba. Hoje, a Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (COOPERCUC) vende anualmente 280 mil dólares em produtos comercializados mundo afora. Iniciativa recebeu apoio do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola das Nações Unidas (FIDA). Leia mais »

27/02/2015

Programação do 7º Festival do Umbu

O 7º Festival do Umbu é um evento construído coletivamente pela COOPERCUC, as organizações e entidades que trabalham a economia solidária e a agricultura familiar e representa um espaço de visibilidade, comercialização de produtos, articulação, intercâmbio de experiências, formação, divulgação e fortalecimento da economia solidária e agricultura familiar.

Dada a importância do 7º Festival do Umbu, que expõe, divulga, fortalece, articula e socializa o trabalho desenvolvido pela COOPERCUC, considerada referência nos resultados da implementação das políticas públicas destinadas a Agricultura Familiar no país, a COOPERCUC, demais parceiros e cooperados, sentir-se-ão honrados com a sua presença no referido evento.

>> Clique e saiba mais sobre o Festival do Umbu

Programação:

folder_VERSO_2 (1)

4/02/2015

Coopercuc em destaque no site do MDA

Mulheres baianas reforçam trabalho em cooperativa com produtos da Caatinga

Compotas, geleias, doces, sucos e cerveja feitos com frutas da Caatinga estão entre os itens produzidos pelos baianos da Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc). Com quase 250 cooperados, o carro-chefe da Coopercuc são os produtos feitos com frutas nativas, como umbu e maracujá da Caatinga. Mas o outro ponto forte da cooperativa fica por conta das mulheres: 75% dos cooperados são do sexo feminino.

>> Clique e leia o texto completo no site do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA)

Conteúdo Relacionado: .Na mídia, Agricultura familiar, Caatinga

25/08/2014

Representantes da COOPERCUC participam do dia de campo realizado pela ACCOSSF na Fazenda Agro Curaçá.

No último sábado, (16) foi realizado em Curaçá um dia de campo com objetivo de mostrar a produção de palma forrageira, o evento contou com a presença de 5 produtores da África do Sul, especializados na criação de caprino, onde passaram suas experiências na criação de caprinos. Na oportunidade também foi mostrado na fazenda, às técnicas de plantio de palma forrageiras e o demonstrativo em especial da produção da palma orelha de elefante Mexicana, espécie com resistência a cochonilha do carmim. No dia de campo a COOPERCUC estava representada pelo Sr. Adilson Ribeiro – Presidente, Jorge Trindade – administrador e Egidio Trindade – Técnico. Após um diálogo entre as representações de Uauá e os representantes da Agro Curaçá e ACOSSF ficou definido que no dia 23/08, sábado de exposição, às 10h00, na Câmara Municipal de Uauá, será apresentado o programa PALMAS PARA UAUÁ, momento que contará com a participação de produtores de caprinos e ovinos, representantes das entidades da sociedade civil e de autoridades do município de Uauá, também se fez presente ao evento o Presidente da Câmara de Vereadores de Uauá, o Sr. Jairo Rocha e o Assessor Nilson Andrade.

CAM00014 Leia mais »

Conteúdo Relacionado: .Notícias, Agricultura familiar, Caatinga

8/08/2014

Coopercuc realiza encontro com lideranças comunitárias e discute cadeia produtiva da caprinocultura de leite

CAM00054

Na segunda feira, 04 de agosto de 2014, foi realizado em Uauá (BA) um encontro com as lideranças comunitárias rurais para discutir a construção de um plano de desenvolvimento da Caprinocultura de Leite. O presidente da COOPERCUC Adilson Ribeiro agradeceu aos presentes por terem atendido ao convite da cooperativa e fez um importante relato da sua experiência de 03 anos de gestão do laticínio de Testa Branca, afirmou ainda, que pôde comprovar a viabilidade do beneficiamento de leite de cabra, uma atividade rentável, “é preciso que sejam levantados dados confiáveis, do potencial produtivo de leite de cabra da região, para se elaborar um Plano de Desenvolvimento da Caprinocultura de leite e se construir um projeto ousado para a organização da produção, processamento e comercialização dos produtos derivados do leite”, pontuou Adilson. Leia mais »

Próxima página »

Cadastre seu email e receba as novidades do nosso site:

Gilberto Gil: "O SERTÃO É COMO UMBU, DOCE QUANDO TEM QUE SER DOCE E AZEDO QUANDO TEM QUE SER AZEDO"

DoDesign-s Design & Marketing